A importância do circuito impresso para a indústria

Para que o dia a dia da indústria possa funcionar de maneira correta, é preciso que muitos equipamentos estejam ativos. Isso envolve desde os processos de produção em si até simples ações, como a climatização do local.

Porém, para que eles atuem da forma desejada, precisam, muitas vezes, de outros elementos. Um deles é o circuito impresso. Por isso, empresas fabricantes de placas de circuito impresso são responsáveis por produzirem essa peça tão essencial.

Hoje, vamos conhecer um pouco mais do que faz esse pequeno equipamento.

O que é um circuito impresso?

Criados para substituir as pontes terminais antigas, cheias de fios, entradas e saídas, os circuitos impressos são utilizados para ligar as máquinas eletronicamente. Ou seja, é uma peça que faz a ligação entre um equipamento e os circuitos eletrônicos. Assim, sem ele, nada funcionaria ou, pelo menos, não da forma como conhecemos.

Essa é uma peça chamada de impressa porque as informações eletrônicas estão gravadas nela. Existem vários tipos de circuitos. Alguns deles são:

  1. Circuitos comuns;
  2. Circuito impresso dupla face;
  3. Multicamadas;
  4. Universais;
  5. Placas de pontos.

Assim, essas peças são placas que são feitas de materiais isolantes. Isso porque contém trilhas feitas de materiais condutores, que necessitam desse isolamento.

Essas trilhas são feitas de substâncias metálicas, como cobre, ouro, níquel ou prata. São essas trilhas que transmitem os impulsos elétricos.

Outro diferencial é que, quanto os circuitos são adquiridos, eles não vem com as trilhas prontas. Elas só são gravadas na peça no momento de instalação e de acordo com o funcionamento do equipamento.

Normalmente, esses circuitos são feitos de fibra de vidro, filme de poliéster, fenolite, entre outros materiais. Quase todos os equipamentos eletrônicos contém essa peça.

Desde Chillers industriais até grandes computadores. Até mesmo um climatizador simples pode conter esse elemento.

Como os circuitos são produzidos?

Por serem extremamente necessários em diversas máquinas, esse tipo de peça é construída em massa. É claro que cada empresa pode modificar sua forma de fazer o seu circuito, mas num geral, a produção é bastante parecida.

Assim como qualquer serviço que seja competente, o processo de criação de um circuito impresso também começa com um profissional: o engenheiro elétrico.

Em um computador, a peça é projetada com todos os desenhos do que se deve conter. Após a finalização e a impressão das placas, chegou o momento da perfuração.

Nessa etapa, a empresa responsável coloca os painéis em grandes máquinas e, assim, realiza os furos de acordo com o planejado inicialmente. É importante lembrar que o circuito será de um jeito para cada finalidade.

A próxima parada é a limpeza das peças. Ou seja, esse é o momento do banho químico. Logo após, o painel é passado pelo banho de cobre, onde recebem uma fina camada desse elemento.

Para proteger essa camada, a peça também passa por uma aplicação de um filme fotorresistente. Isso evitará problemas como curto-circuito e oxidações.

A seguir, é feito o mascaramento, onde é aplicada uma película apenas nos locais onde não deve haver corrente elétrica. Ou seja, quase todo o painel recebe uma máscara, menos os locais das trilhas.

Após isso, a peça recebe um reforço de cobre e estanho. Só após isso que a película fotorresistente é retirada.

Após todas essas etapas, a peça recebe uma camada de verniz e sua coloração. Por fim, é adicionado o nome e a versão do produto, as indicações dos componentes e outras informações necessárias.

A importância de entender sobre peças industriais

Após todo esse conhecimento passado por esse artigo, temos uma reflexão a fazer: por que é tão importante que conheçamos sobre peças e máquinas industriais? E a resposta está na manutenção.

Sem o devido conhecimento, não conseguiremos realizar a manutenção necessária e nos prazos devidos dentro de uma indústria.

Porém, quando temos informações o suficiente sobre determinadas ferramentas, elementos e equipamentos, é possível que tenhamos conhecimento para cuidar corretamente no dia a dia.

Isso garante que não acontecerão danos indevidos e que poderiam ser evitados. É claro que isso não significa que todo mundo deve ser expert em todos os assuntos.

Porém, um conhecimento básico é útil até mesmo para sabermos quem contratar nos momentos de necessidade. Não ser passado para trás e ainda economizar faz grande diferença no mundo dos negócios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *