Sistemas e equipamentos de segurança na indústria

Depois da revolução industrial surgiram diversos setores que produzem equipamentos e dispositivos em larga escala com a intenção de responder a diversas demandas de pessoas, setores e demais indústrias. Devido a esse crescimento exponencial que é possível observar até hoje, a preocupação com a segurança também tem aumentado.

Para responder a essa necessidade existem diversos equipamentos que podem deixar certas indústrias ainda mais seguras.

Deseja saber mais sobre as formas de tornar sua indústria ainda mais segura? Confira neste artigo diversos modos de se investir nisso, aderindo a novos equipamentos e sistemas que tornarão seu ambiente muito mais otimizado.

Como fazer o controle de temperatura?

Uma das maiores preocupações dos setores que trabalham com produtos que são manipulados em alta temperatura é em como controlar com exatidão essa temperatura.

Isso ocorre porque muitos materiais só podem ser manipulados a certa temperatura e, mais ainda, porque o ambiente precisa estar adequado para a execução da tarefa de forma segura para o operador.

Confira nos tópicos a seguir dois equipamentos muitos viáveis para essa função.

Sensor de temperatura

O modelo mais comum desse equipamento é o sensor de temperatura tipo j, que recebe essa nomenclatura por sua composição baseada em ferro e constantan.

De modo geral, os tipo J e outros modelos (K, B, N entre outros) se diferenciam pela abertura de temperatura que conseguem captar, sendo que o modelo J possui captação entre 0° e 750°C e isso o torna um modelo muito popular.

Termômetro

Existem diversos tipos de termômetro no mercado, sendo que os principais são:

  • Termômetros óticos;

  • Termômetros de radiação;

  • Termômetro de lâmina;

  • Termômetro de laser.

Mas, neste artigo vamos dar atenção a um modelo que atende a diversos tipos de indústrias: o termometro digital.

Esse equipamento pode ser feito tanto em plástico quanto em metal e possui a sua ponta constituída de um material muito sensível para a percepção adequada das temperaturas.

Ele é altamente utilizado no ramo médico e em residências para medir temperatura corporal, tem abertura de captação entre 30°C e 45°C, também respondendo adequadamente a identificação de temperatura de líquidos e gases comuns na indústria.

Existem diversas formas de trabalhar e manipular a temperatura. Contudo, é sempre recomendado aplicar um projeto bem estruturado capaz de entender a necessidade de cada parte da indústria e recomendar o equipamento correto, economizando tempo e dinheiro.

Como combater e se prevenir de incêndios?

Esse é um tema que exige muita cautela e deve sempre ser um ponto de atenção em qualquer indústria. Antes de falar diretamente sobre o combate ao incêndio é preciso entender as diferentes classes de incêndio:

  • Classe A: De modo geral, essa classe serve para identificar o fogo que tenha se alastrados por materiais sólidos e que deixam resíduos, como madeira e tecidos;
  • Classe B: Essa classe é voltada para incêndios que tenham início em materiais inflamáveis como combustíveis, gases e etc;
  • Classe C:Essa classe é feita para identificar o fogo que teve origem pela rede elétrica;
  • Classe D: Essa classe é para identificar o fogo que teve início através de metais combustíveis como potássio, titânio, zircônio e etc;
  • Classe E: Essa classe é para identificar o fogo que se proliferou através de líquidos específicos como óleo e gordura.

Após entender melhor a classificação de cada tipo de incêndio vamos falar do combate e da prevenção a incêndios.

Eletroduto: Um produto que traz segurança para a rede elétrica

É muito mais eficaz se prevenir de um incêndio do que combatê-lo após o seu surgimento. Por conta disso, o projeto de construção do ambiente deve ser minuciosamente pensado.

Portanto, os equipamentos que estarão presentes devem proporcionar segurança, principalmente para a rede elétrica.

Para isso o eletroduto galvanizado 3 4 é o equipamento perfeito, pois protegem toda a passagem de fiação elétrica pelo subsolo (e, em alguns casos, até pelas paredes) e evitam que a fiação tenha contato entre si ou com agentes externos que poderiam causar curtos, falhas e iniciar um incêndio.

Sistema de combate a incêndio

Existem diversos sistemas com a finalidade de combate a incêndios, vamos falar mais especificamente do sistema fixo de combate a incêndio que possui capacidade de ligar com incêndios de maior proporção que um simples extintor não conseguiria lidar.

Esse sistema normalmente conta com acionamento automático que pode ser por identificação de fumaça no ambiente ou por alteração brusca de calor.

Normalmente os sensores são instalados no teto e, ao identificar alguma alteração de temperaturam acionam um sistema de distribuição de água com a intenção de atingir todos os locais, diminuindo o foco do incêndio e impedindo que ele alastre ainda mais.

O uso do extintor de incendio é imprescindível neste cenário, porém um sistema fixo proporciona maior confiabilidade no combate a incêndios que podem acometer grandes indústrias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *