Bronze e cobre: qual sua importância para o setor industrial?

É impossível falar de indústria sem falar sobre metais. Seja na estrutura de uma fábrica ou como matéria-prima, os metais estão diretamente ligados ao setor industrial.

Isso porque a indústria é a área responsável pela produção da maioria dos nossos objetos, desde computadores e celulares até mesmo nossos alimentos.

Dessa forma, a maioria de tudo o que consumimos possui algum tipo de metal. Aliás, para ficar mais claro, metal é tudo aquilo que possui um brilho característico e conduz calor e eletricidade. Alguns dos metais mais comuns utilizados são:

  • Aço;
  • Alumínio;
  • Bronze;
  • Cobre.

No texto de hoje, vamos falar sobre esses dois últimos: a utilização do bronze o do cobre no dia a dia industrial. Quer saber mais sobre isso? Aproveite o texto e boa leitura.

Utilização do bronze na indústria

O bronze é um tipo de metal muito antigo. Sua descoberta se deu, de acordo com pesquisas, no final da pré-história e ele era utilizado para a fabricação de armas, estátuas e jóias.

Na verdade, o bronze é uma liga metálica, ou seja, ele é formado por outros dois elementos: o cobre e o estanho. Inclusive, é possível adicionar outros tipos de elementos para fortalecer alguns pontos, como evitar a corrosão e aumentar o nível de condução de calor.

Algumas das suas características são a dureza, a resistência, a tenacidade e a facilidade de manuseio e polimento.

Normalmente, é utilizado na indústria o bronze TM 23 preço, ótimo para atividades como laminação e usinagem.

Outra característica é que o ponto de fusão do bronze é bastante elevado quando comparado a outros tipos de metal, sendo 232 ºC.

Para quem não sabe, o ponto de fusão é a temperatura que determina quando o elemento passará do estado sólido para o líquido, ou seja, em que ponto ele derreterá.

Assim, a bucha de bronze TM 23 é utilizada para a fabricação de diversos produtos, como:

  • Celulares;
  • Medalhas;
  • Parafusos;
  • Tomadas e interruptores;
  • Algumas máquinas da indústria;
  • Conexões de tubos;
  • Instrumentos musicais.

Antigamente, o bronze era muito caro. Porém, hoje em dia, é um dos metais mais baratos da indústria, sendo muito utilizado, também, por conta disso.

Dessa forma, para utilizá-lo, é necessário, primeiro, passá-lo pelo forno de fusão. Após isso, é possível manuseá-lo e aplicá-lo onde for necessário.

Utilização do cobre na indústria

Assim como o bronze, o cobre também foi descoberto na antiguidade. Uma de suas características principais é sua capacidade de resistir à corrosão.

Sendo assim, de lá para cá, continuou sendo muito utilizado, principalmente nas indústrias. Algumas aplicações do cobre durante a história foram:

  • Elementos de arquitetura do Antigo Egito;
  • Elementos na segunda cidade de Troia;
  • Sinos de templos na China;
  • Estátuas clássicas;
  • Tubulação de água no Egito;
  • Facas e espadas.

Apesar de dizermos que o ponto de fusão do bronze é considerado alto, o do cobre ainda supera, sendo 1.085 °C.

Hoje, a barra de cobre é utilizada para a fabricação de produtos muito diferentes, como para equipamentos farmacêuticos, moedas e até mesmo na arquitetura.

Dessa forma, é correto afirmar que a indústria não seria como é hoje sem o barramento de cobre. A maioria das nossas tubulações de água são feitas com tubo de cobre, por exemplo.

Nossas instalações elétricas também contam muito com esse metal, principalmente por conta da sua alta condutividade térmica e elétrica.

Inclusive, o cobre é um tipo de material que pode ser reciclado uma quantidade inimaginável de vezes, sendo uma opção muito ecológica.

Por que conhecer os metais?

Sendo assim, podemos reforçar que os metais, de forma geral, são essenciais para a produção industrial. Consequentemente, eles são essenciais para compreendermos a história da sociedade como ela é hoje.

Sem a descoberta de diversos desses elementos, nossas estruturas não seriam as mesmas.

Para investir de forma adequada nesse setor, é preciso conhecer como um todo a importância dos metais e para que eles serão utilizados. Sem isso, a qualidade da produção e do dia a dia cai muito.

O ideal é ter profissionais especializados na indústria que entendam sobre esses assuntos e saibam pesquisar de maneira eficiente.

Outro motivo é a possibilidade de utilizar esses materiais de maneira reciclável. Sem esse conhecimento, essa ação não seria possível, o que poderia significar aumento de gastos e problemas para o meio ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *