Entenda o que são e para que servem as engrenagens

As engrenagens são objetos formados por rodas dentadas, que se unem a eixos rotativos, imprimindo movimentos.

Elas operam aos pares, os dentes de uma se encaixam aos dentes da outra, e são responsáveis por desempenhar diversos papéis na transmissão de energia mecânica.

Como são formadas as engrenagens?

A fabricação de engrenagens envolve diversas metodologias que podem variar de acordo com o tipo de engrenagem a ser produzida. O modo de fabricação define quais são os tipos de máquinas a serem usadas.

É importante que as superfícies de contato sejam, cuidadosamente, moldadas de acordo com os perfis específicos, porque caso a roda menor do par estiver no eixo do motor, ela atuará com velocidade menor, porém com maior força.

Caso a roda maior estiver no eixo do motor, dará velocidade maior e força menor. O fresamento de engrenagens envolve o uso de um cortador de forma, que é um método usado para fabricação de engrenagens que necessitam de precisões menores.

A engrenagem de engate é um processo versátil, feito para produzir uma variedade de peças e a principal vantagem desse método é maior taxa de produtividade.

O processo de formação é feito quando a ferramenta é rodada em uma proporção de velocidade necessária em relação à engrenagem a ser fabricada.

As indústrias precisam de equipamentos com alta qualidade

O uso de equipamentos com alta qualidade ajuda para que a linha de produção funcione com o máximo de eficiência.

É preciso que, ao comprar engrenagens, cada equipamento possua inúmeras peças de alta qualidade em sua composição. Ao realizar a compra, é necessário saber informações sobre o funcionamento e os tipos das engrenagens.

As engrenagens trabalham em pares, onde os dentes se encaixam uns nos outros. Por isso, comprar equipamentos de boa qualidade garante que o fluxo do funcionamento se mantenha estável.

Abaixo estão descritos os tipos de engrenagens e suas funções:

  • Cônicas: utilizadas para alterar rotação e direção em baixa velocidade;
  • Retas: com custo mais baixo por serem fáceis de engatar, são empregadas para transmissões de baixa rotação;
  • Hipóides: utilizadas para transmitir movimentos e cargas altas entre os eixos que não se cruzam;
  • Helicoidais: não emitem ruídos por conta dos dentes feitos com componentes axiais de força;
  • Cremalheira: feita para manter o movimento de rotação de forma retilínea;
  • Parafusos sem fim: utilizados quando são necessárias grandes reduções de transmissão.

Existem outros tipos de engrenagens, como por exemplo, a correia dentada, uma corrente com pequenos dentes que tem a função de coordenar a abertura de válvulas, muito usada em automóveis.

Os dentes da correia ajudam a abrir e fechar as válvulas, pois cada uma abre e fecha em momentos exatos, para isso, os dentes formam uma engrenagem sistemática.

Elas também transmitem movimentos de rotação por intermédio de polias. As mais usadas são as planas, dentadas e trapezoidais. São fabricadas com uma cinta de materiais flexíveis, feitas de camadas de lona e borracha vulcanizada.

Correias podem ser categorizadas em dois grupos: transportadoras, normalmente, largas e usadas para transportes de objetos variados, e correias de transmissão, usadas onde velocidade, sincronismo e força são essenciais.

Como escolher a fabricante correta?

Para produzir tais peças, é preciso ter qualidade superando expectativas. Para trabalhar na área de ferramentaria e na construção de moldes e engrenagens, as indústrias seguem rigorosas exigências de vários setores, como o automobilístico, agricultor, hospitalar e telefonia.

É preciso ter vasta experiência para desenvolver produtos com garantia, segurança e qualidade.
As manutenções dos moldes devem ser feitas de forma precisa, para uma maior vida útil, oferecendo qualidade e boa prestação de serviços.

Por isso, muitas empresas de usinagem em sp fidelizam e atendem às necessidades dos clientes, dispondo máquinas, equipamentos e mão de obra qualificada, atendendo aos prazos determinados e buscando a satisfação dos clientes com respeito e transparência.

Sabe-se que as engrenagens têm diversas aplicações em áreas como agrícola, automotiva, produção, transporte, movimentação de carga, industrial, entre outras.

Logo, a vantagem em utilizar esses equipamentos está no ganho do torque, controle e alteração de movimento.

Portanto, toda engrenagem é uma roda dentada destinada a transmitir ou receber velocidade, potência e torque de outro elemento mecânico, de forma constante.

Como já foi dito, podem ser produzidas a partir de conformação (fundição, molde de injeção, extrusão, repuxo a frio e estampagem).

Sendo assim, todos os dentes são feitos ao mesmo tempo em um único molde, a precisão é dependente da qualidade da matriz e é capaz de produzir em grande quantidade.

O processo de usinagem é feito para acabamento, inclui a remoção de material para cortar ou polir a forma do dente na temperatura ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *