Tratamentos de segurança evitam poluição do meio ambiente

O meio ambiente já foi muito mais prejudicado em outros tempos pelo setor industrial. Atualmente, leis ambientais, de caráter municipal, estadual e federal, protegem contra o desmatamento, a poluição de rios e lagos, além da atmosfera, que em muitos anos passados, prejudicaram a saúde de grande parte da população, nos grandes centros urbanos.

Com a aplicação de multas pesadas, as fábricas e indústrias passaram por uma verdadeira revolução, adaptando diversos equipamentos, muitos dos quais de forma proveitosa para a própria empresa, como o reuso de água para a utilização em sistemas hidráulicos que fornecem o resfriamento de máquinas.

Cuidados ambientais na indústria

Um dos setores que mais se beneficiou com esta mudança de atitude, principalmente, nas empresas que utilizam muita água para a fabricação de produtos indispensáveis para a sociedade.

Foi a caldeiraria industrial, que transforma muita matéria-prima em plataformas, tubos, válvulas, dutos, e muitos outros objetos, que são enviados para outras fábricas e indústrias de transformação.

Todos os reservatórios de uma indústria, por exemplo, antes passaram por uma caldeiraria. Por isso, é importante identificar como foi produzida cada peça utilizada nas empresas.

Conforme a utilização dos equipamentos, a água usada na fabricação das peças pode prejudicar a qualidade dos produtos fabricados.

Técnicos devem estar atentos à análise de água de caldeira, para que a matéria-prima não seja prejudicada em contato com contaminantes, como incrustes, produtos corrosivos e de arraste.

Se houver algum tipo de problema, toda a água deverá ser despejada em sistema de tratamento, para que não atinja o lençol freático, nem as águas fluviais e pluviais do entorno.

Tendo o tratamento adequado, o padrão de qualidade dos produtos fabricados deve atender os níveis solicitados por clientes, para que não aconteça desgastes de peças de forma precoce.

Presente na maioria das indústrias do país, a caldeira de fluido térmico, que trabalha no aquecimentos de fluídos, como gás e óleos, prepara estes elementos para todos os processos de fabricação.

Ela pode ser encontrada de diferentes formas, com características que atendam às necessidades da produção da fábrica em que está instalada. Com tanta utilidade dentro das indústrias, é preciso entender que os modelos oferecem:

  • Configurações diferenciadas, conforme aplicação;
  • Eficiência térmica no suporte a altas temperaturas;
  • Isolamento térmico na parte interna;
  • Versalidade adaptável a diferentes indústrias.

Como as configurações podem ser diferentes em cada caso aplicado, a versatilidade das caldeiras de fluído térmico se ajustam conforme a necessidade de cada empresa.

Sua eficiência térmica também se faz presente, pois este equipamento suporta alta temperatura, sem ser prejudicado pela temperatura exterior.

Sendo assim, as empresas se tornam mais presentes na preservação do meio ambiente, colocando à disposição equipamentos que atuam de forma mais eficiente, garantindo menos poluição e mais atitudes de caráter positivo, perante a sociedade, os trabalhadores e o mercado em que atua.

Reposição de peças gera economia

Em muitos casos, a preservação da natureza não se justifica apenas no tratamento da água utilizada no setor industrial.

A redução na produção de resíduos sólidos e a implementação de um sistema de reciclagem dentro das fábricas e indústrias, também se torna algo positivo para se realizar em um projeto de preservação do meio ambiente.

Neste sentido, é possível afirmar que o aproveitamento de máquinas, com as devidas adaptações, não só ajuda no meio ambiente, mas também ajuda na manutenção industrial de equipamentos com vida útil longeva, mas que podem se tornar atuais, com o ajuste de materiais tecnológicos, em todo o sistema de funcionamento.

Desta forma, é preciso utilizar materiais que estejam à disposição no mercado da tecnologia e adaptar de tal forma, que o avanço tecnológico alcance as máquinas que já estão em funcionamento há muito tempo.

Isto é possível, desde que sejam feitos trabalhos de usinagem, preparando os espaços em que serão adaptados os equipamentos mais modernos.

A leitura de pressão e passagem de fluídos, por um sistema hidráulico, por exemplo, pode estar ligada a um centro de informática, em que relatórios são registrados de forma contínua.

Em muitos casos, será preciso utilizar placas de metal, para servir como suporte em determinados espaços, bastando para isso o uso de uma solda mig, que vai fixar o apoio em um lugar estratégico.

Estas adaptações não só serão primordiais na preservação da natureza, como também irão gerar economia, pois o valor de investimento será muito menor do que na compra de novos equipamentos. O trabalho continuará sendo realizado de forma eficiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *