O que é medidor de vazão?

Na indústria, a vazão é um conceito muito importante.

Ela se define como sendo a quantidade (que pode ser volumétrica, gravitacional ou mássica) de um fluido que passa por uma tubulação ou por um canal, sempre tendo o tempo como unidade de comparação.

Como esse dado precisa ser adquirido, surgiram diversas soluções tecnológicas com tal objetivo.

Tratando-se das mais usadas, existem os seguintes tipos de medidor:

  • Eletromagnético;
  • Vortex;
  • Ultrassônico;
  • Rotâmetro;
  • Mássico;
  • Tubo Pitot;
  • Tubo Venturi.

Entenda o funcionamento

Todos esses aparelhos possuem um modo de funcionamento específico, apresentando vantagens e desvantagens. É preciso que se pondere a adequação do medidor de acordo com a aplicação desejada.

Para evitar erros, aconselha-se que se procure a opinião de um especialista antes de efetuar a compra, sobretudo se for uma quantidade grande do material.

A vantagem de utilizar um Medidor de vazão eletromagnético é que o seu desgaste é menor, visto que não há contato mecânico entre os componentes desse aparelho. Assim, há economia com o aumento de sua vida útil.

Esse tipo de medidor funciona através da lei da Faraday,  um conceito físico que define que ao se mover dentro de um campo magnético, um condutor produz força eletromotriz proporcional à sua velocidade.

Então, esse aparelho projeta um campo magnético e monitora essa força eletromotriz, inferindo a velocidade do fluxo através dela.

Já os medidores Vortex funcionam por meio de um corpo falso no interior de seu tubo e vórtices. Para resumir, a medição acontece graças ao princípio de medição que afirma que a turbulência forma a jusante (sentido de corrente) de obstáculos, em uma vazão.

O medidor ultrassônico emite ondas sonoras e se vale dos conceitos de velocidade do som em meio líquido para inferir os dados de vazão.

Uma observação a respeito desse tipo específico é que para seu bom funcionamento é preciso que o fluido possua partículas ou bolhas, elas servem para refletir o sinal ultrassônico emitido.

O rotâmetro é feito por uma boia e um tubo cônico, sendo um dos medidores mais simples existente. Seu custo é bem reduzido e isso justifica a sua grande popularidade no ramo industrial.

Ele apresenta saída linear e queda de pressão baixa.

Para testes de vazamento, é muito comum que o medidor mássico seja usado.

Nestes, a medição ocorre não em volume, mas em massa e se vale dos conceitos da termodinâmica. Um dos componentes desse aparelho é um sensor térmico e ele pode apresentar um display (visor digital).

Finalmente, existem os medidores de tubo.

O de Pitot faz as suas medições se valendo do diferencial de pressão, enquanto o de Venturi funciona pela Lei de Venturi.

Em linhas gerais, essa lei afirma que, basicamente, existe uma relação inversa entre tubos convergentes e divergentes, ganhando velocidade e perdendo pressão no caso de convergência e fazendo o oposto no caso de divergência.

Outro item importante

Além dos medidores, todo sistema de fluido necessita de uma válvula solenoide. Essa válvula é responsável por controlar os fluxos e sua tecnologia permite maior controle por parte do operador.

Existem diferentes modelos na indústria, com números de portas (vias) distintos.

válvula solenoide é bastante comum na indústria e é integrante da maioria dos sistemas de transporte de fluidos (líquidos ou gases). O primeiro passo para que se compreenda como ela funciona é saber o que é uma solenoide.

Em resumo, é um eletroímã composto por um fio de cobre e por uma bobina, popularmente referido como “bobina longa”.

Esse eletroímã forma um campo magnético tanto no seu próprio interior quanto ao redor de si e tal fenômeno acontece quando uma corrente elétrica é aplicada.

Dessa maneira, ao adicionar solenoides às valvulas, fica possível que se controle eletronicamente.

A conclusão é que lidar com fluxos de fluidos é bem mais complexo do que se imagina.

Seu controle é uma das etapas mais importantes em processos industriais, sobretudo por evitar acidentes que gerariam muitos prejuízos e por permitir que as fábricas estejam dentro das Normas Brasileiras Reguladoras.

Seja para a compra de um Medidor de vazão para gases, para líquidos ou de uma válvula, é crucial que se busque fazer a decisão mais inteligente, estudando as opções.

Às vezes, aquele que é mais comum no mercado e presente em todas as indústrias do seu segmento pode não ser o produto mais vantajoso.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *