Entenda a importância e como funcionam sistemas de filtragem

A maioria das indústrias utiliza processos de filtragem em um ou mais setores. Seja no processo de fabricação dos produtos ou insumos, tratamento do ar ou até mesmo de efluentes e resíduos industriais, a filtragem é essencial em diversos segmentos.

O filtro é o instrumento que permite a separação das partículas. Ele deve ter características especiais de acordo com alguns aspectos, como o sistema de filtração em questão e o estado das partículas, que podem estar líquidas, sólidas ou gasosas.

O sistema de filtração é definido após uma análise do material a ser filtrado.

Principais tipos de sistemas de filtração

Dentre os sistemas de filtração mais convencionais estão os tipos sólido-líquido e o sólido-gás. No primeiro, o sólido é separado do líquido, enquanto que no segundo sistema as partículas presentes no ar são retiradas.

A separação de partículas de líquidos é o processo mais comum, sendo que elas podem ter diferentes dimensões e características. Grossas ou finas, redondas ou planas, agrupadas ou separadas, as partículas podem não ser filtradas com um processo tão simples como parece.

Os sistemas demandam a instalação de um filtro industrial adequado. A peça é responsável pela retenção das partículas sólidas e geração de um material filtrado de qualidade.

Existe uma grande variedade de equipamentos que podem ser utilizados para os processos. A filtragem pode ser realizada por pressão, à vácuo, força centrífuga ou até mesmo com a própria gravidade.

O mais encontrado nas unidades fabris, entretanto, é o filtro prensa, que estabelece a filtração por meio da pressão mecânica.

Principais tipos de filtros

Os filtros são encontrados em diversos segmentos industriais. Eles estão presentes principalmente na mineração, nas indústrias químicas e alimentícias.

Para definir o melhor elemento filtrante para a ocasião, seja um filtro de agua, ar ou outros componentes, é primordial a realização de um teste de laboratório.

Dentre os principais tipos de filtros, é valido destacar a existência de quatro:

  • Filtros absolutos hepa, fabricados com papel de microfibra de vidro;
  • Filtros multibolsas, compostos de microfibras sintéticas inertes, atóxicas, não cancerígenas;
  • Filtros de carvão ativado granulado, estruturado em madeira compensada;
  • Filtro de areia, utilizado para tratamento de água ou efluente.

Os primeiros são utilizados principalmente parta a separação de partículas do ar nas indústrias farmacêuticas, alimentícias e dentro de hospitais.

A vantagem do modelo está relacionada à eliminação de até 99,9% das impurezas do ar, incluindo ácaros, vírus e bactérias.

Já os filtros multibolsas são empregados para reter partículas contaminantes, principalmente nas indústrias alimentícias, farmacêuticas ou em cabines de pintura, por exemplo.

Os filtros de carvão ativado são utilizados para a absorção de odores ou gases nocivos. Eles podem ser corrosivos ou irritantes, sendo que a purificação do ar contribui para deixar os ambientes livres, principalmente em clínicas, laboratórios e hospitais.

Por fim, um filtro de areia industrial pode ser composto de fibra de vidro ou polietileno para o elemento filtrante. O equipamento é comum em indústrias e até mesmo residências e condomínios, auxiliando no tratamento da água ou de resíduos industriais.

Importância da filtragem para a indústria alimentícia

Para exemplificar a importância da filtragem industrial, basta pensar no setor alimentício, que utiliza os elementos filtrantes tanto para as produções, principalmente quando é utilizado compressor de ar, quanto para o controle de qualidade e manutenção do bem-estar no local de trabalho.

O último aspecto está relacionado à instalação dos filtros em sistemas de climatização e exaustores industriais.

Os sistemas realizam a filtragem do ar presente nos ambientes, devolvendo-o em boas condições para o consumo, na temperatura adequada e livre de impurezas, odores ou contaminantes que podem ser nocivos à saúde.

Nas indústrias alimentícias, por exemplo, isso pode ser fundamental para:

  • Evitar contaminações nos alimentos ou bebidas;
  • Anular a ação de odores desagradáveis, umidade e mofo;
  • Favorecer a troca de ar, auxiliando no controle da temperatura;
  • Manutenção dos produtos na temperatura adequada;
  • Melhoria na qualidade do ar interno;
  • Preservação da saúde dos colaboradores da indústria.

Os filtros podem ser confeccionados sob medida para as instalações industriais, com a contratação de uma empresa especializada e de confiança.

A consultoria de profissionais qualificados pode ser fundamental para auxiliar na escolha dos modelos mais adequados.

Da mesma forma, a mão de obra de qualidade é um fator chave para a durabilidade e efetividade das instalações, independentemente do objetivo do sistema de filtragem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *