Como melhorar a segurança na atividade industrial?

O dia a dia no setor industrial envolve muitas atividades. Dentre elas, algumas podem ser mais perigosas que outras. Se pensarmos na quantidade de indústrias existentes, esse número de ações que necessitam de atenção e segurança cresce ainda mais.

Independentemente de ser uma industria de alimentos ou química, por exemplo, esse é um tópico muito pertinente.

Pensando nisso, neste texto, vamos falar sobre a segurança na atividade industrial. Isso envolve segurança do trabalho, manutenção de equipamentos e regras específicas.

Segurança do trabalho

Evitar acidentes e combater as chances de doenças ocupacionais. Esse é o objetivo da Segurança do Trabalho na industria brasileira. Sendo assim, é responsabilidade dos gestores industriais realizarem ações que possibilitem e entreguem um trabalho seguro para os colaboradores.

É o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) que dita as regras de Segurança do Trabalho no Brasil. Além disso, a Norma Regulamentadora 4 (NR-4) também traz as obrigações dessa área.

Outra norma que fala sobre esse assunto e é muito importante é a NR 26 Sinalização de Segurança. De acordo com essa norma, há cores que devem ser usadas nos locais, que mostrem perigos e indicações.

Assim, o objetivo é evitar acidentes, delimitar áreas, advertir riscos e identificar equipamentos de segurança. A NR 26 também fala sobre rotulagem de produtos químicos. Dessa forma, os rótulos contêm os elementos:

  • Composição;
  • Sinalizações de perigo;
  • Advertências;
  • Precaução;
  • Informações gerais.

Investir em ações de Segurança do Trabalho traz diversas vantagens para o dia a dia da indústria. Isso, porque funcionários que se sentem mais seguros e protegidos no dia a dia acabam tendo uma produtividade muito maior e mais eficiente.

Isso é benéfico tanto para o relacionamento com outros funcionários quanto para o próprio lucro da empresa.

Por fim, manter a Segurança do Trabalho em dia na indústria pode trazer muitos benefícios. O primeiro deles é a diminuição de acidentes, que causam problemas graves para os colaboradores.

O segundo é a redução dos custos. Isso, porque os acidentes de trabalho podem custar muito caro para a gestão da indústria.

A credibilidade é outro benefício que o investimento na Segurança do Trabalho pode trazer. Ou seja, a imagem da indústria pode ficar ainda melhor com esse investimento

Equipamentos de segurança

Os equipamentos de segurança são outro tópico importante quando falamos de segurança no dia a dia industrial. Inclusive, no setor industrial, utilizar esses equipamentos é obrigatório. Isso, porque algumas das atividades são perigosas e fazem com que o trabalhador precise ser protegido.

Alguns desses equipamentos são:

  • Protetores auriculares;
  • Botas;
  • Capacetes;
  • Equipamentos para altura;
  • Luvas;
  • Máscaras;
  • Óculos;
  • Entre outros.

Manutenção industrial

A manutenção dos equipamentos e da estrutura de uma indústria também é fundamental para a segurança do ambiente. Isso envolve a manutenção hidráulica industrial, a manutenção elétrica e a manutenção das máquinas.

Em todos esses processos de manutenção, existem três etapas que são muito importantes: a manutenção preventiva, a preditiva e a corretiva.

A primeira tem a função de verificar como estão as estruturas e os equipamentos de maneira geral e menos detalhada. Ela deve ser feita de tempos em tempos e o objetivo é evitar problemas futuros e danos.

A manutenção preventiva pode ser feita em todos os locais, desde paredes até em pequenos equipamentos, como o sensor capacitivo.

A manutenção preditiva é uma análise e um acompanhamento um pouco mais detalhado que a preventiva. Ela também é feita periodicamente, mas coleta dados e analisa essas informações mais específicas.

Esse tipo de manutenção também tem a função de dizer o tempo de vida útil que determinados equipamentos terão.

Sendo assim, a manutenção preditiva antecipa a necessidade de manutenção corretiva de determinados equipamentos, elimina as desmontagens e gastos desnecessários, aumenta o tempo de vida das máquinas e diminui paradas de emergência por danos.

Por fim, a manutenção corretiva é feita quando a estrutura ou o maquinário já apresentam alguns defeitos, passíveis de correção. A substituição de peças e o ajuste de determinados equipamentos fazem parte desse tipo de manutenção.

Para evitar a manutenção corretiva, é preciso que as etapas preventivas e preditivas sejam feitas.

A manutenção, como um todo, é uma ação que garante a segurança tanto dos objetos quanto dos trabalhadores que atuam no local, evitando acidentes ou problemas que se relacionam com isso. Por isso, para investir em Segurança do Trabalho, é preciso, também, investir em manutenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *