Como funciona a produção de plástico e metal?

Muitos dos objetos que usamos no nosso dia a dia vêm das indústrias. Ferramentas gerais de metal, ferro, plástico e até vidro estão, frequentemente, a nossa volta. Mas, você já parou para pensar em como tudo isso é produzido?

Apesar de parecer simples, os processos de produção de ferramentas metálicas e de plástico são essenciais e diferenciados.

Neste texto, vamos explicar como funcionam esses dois processos. Ficou curioso? Continue conosco.

Processo de fabricação de peças de metal

Se pararmos para olhar a nossa volta, encontraremos dezenas ou até centenas de peças de metal. Elas estão presentes nos escritórios, em nossas casas e nas ruas.

Alguns exemplos simples são peças de computador, facas de corte e vinco preço e até mesmo lixeiras. Isso nos faz pensar que, sem o metal, muitas coisas que vivemos hoje não seriam iguais.

Quando começou-se a utilizar o metal, lá na pré-história, ele era fundido e moldado. Hoje, porém, as etapas são um pouco diferentes. Aliás, a palavra “metal” abrange muitos materiais. Alguns deles são:

  • Alumínio;
  • Chumbo
  • Ferro;
  • Cobre;
  • Silício;
  • Estanho;
  • Ouro;
  • Prata.

Por conta de toda essa diversidade, os processos de fabricação não são iguais. Isso quer dizer que as ferramentas para torneamento não são feitas da mesma forma que outras peças de metal, por exemplo.

Uma das maneiras de realizar essa fabricação é com o processo de extrusão, que é usado normalmente para tratar de alumínio. Com esse processo, após a fundição, o metal é comprimido.

Assim, o alumínio se transforma em um perfil. Já o processo chamado apenas de “fundição” atua derretendo o metal e colocando-o em um molde. Assim que ele se resfria, torna-se sólido.

A usinagem é outro tipo de processamento de metal. É um dos serviços mais modernos e atua fazendo moldes para determinadas peças.

De maneira resumida, para a usinagem, é utilizada uma maquina de corte, que vai formando a peça desejada. O mais comum é utilizar a usinagem de precisão, que desenha a peça no computador e, em seguida, a fabrica.

A morsa de bancada é, muitas vezes, utilizada para dar acabamento em algumas peças de metal, depois de fabricadas.

Processos de fabricação de peças de plástico

Diferente do metal, o plástico não surgiu há tanto tempo. Na verdade, isso aconteceu apenas no século XX. Junto com essa invenção, criaram-se, também, as empresas de injeção plástica, que produzem peças e ferramenta.

Hoje, o plástico é utilizado em diversos produtos, como:

  • Brinquedos;
  • Eletrodomésticos;
  • Embalagens;
  • Mobílias.

Normalmente, para a fabricação de materiais plásticos, essas empresas trabalham com matérias-primas como nylon, PVC, ABS, poliestireno, polipropileno e polietileno. Com esses materiais, é possível realizar desde objetos simples até aqueles mais sofisticados.

Assim, para que os materiais plásticos sejam produzidos, é preciso que haja uma máquina de moldagem, que recebe tanto o plástico bruto quanto o molde da sua forma final. Com a técnica de injeção, é fácil produzir uma grande diversidade de produtos.

Porém, assim como qualquer outra fabricação, é preciso analisar muitas características antes de escolher um tipo de processo.

Dependendo da forma e do material que será utilizado, tudo pode mudar. Isso porque existe mais de um tipo de plástico, assim como é o caso do metal.

Num geral, eles se dividem em duas características maiores: os termoplásticos e os termofixos. Os primeiros são os mais comuns e um dos exemplos é o acrílico. Eles são mais difíceis de se degradar e mais fáceis de serem manejados. Além disso, os termoplásticos tem uma vantagem: podem ser reciclados.

Os termofixos, por outro lado, são mais resistentes. Porém, sua reciclagem não é possível. Um exemplo de plástico desse grupo é o silicone e o poliéster.

Além da moldagem por injeção, existem outros tipos de processos de fabricação de materiais plásticos. Um dos mais modernos e em expansão é a impressão 3D. As impressoras trabalham construindo camada por camada e são um pouco mais lentas que os outros processos.

Outro tipo de processo é a usinagem, que utiliza corte, retificação e perfuração. Ela é mais utilizada quando os detalhes da peça são muito complexos. Há, também, o processo de fundição de polímero. Nesse caso, há o preenchimento de um molde que, após se resfriar, solidifica.

Tanto as produções de plástico quanto as produções de metal são muito importantes para o nosso dia a dia. O ideal é que busquemos, sempre, as formas mais práticas e ecológicas para isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *