Adequando as instalações elétricas para sua indústria

As construções passam por diversas etapas e uma delas são as instalações elétricas.  Essas instalações possibilitam a utilização de transformadores industriais (responsável pela adequação da energia) em fábricas para movimentação de grandes máquinas e outros equipamentos.

No entanto, quando falamos em instalações industriais, existem diversos tipos e equipamentos. Desse modo, saber qual tipo será usado em seu projeto é essencial.

Por esse motivo este texto falará um pouco sobre o que são as instalações elétricas e quais equipamentos auxiliam no suporte e no trabalho de conversão elétrica.

O que são as instalações elétricas?

Uma instalação eletrica compreende a instalação de diversos elementos das ligações elétricas e também a conexão com a fonte geradora e as cargas elétricas.

As instalações de baixa tensão (principalmente as residenciais), a fonte geradora vem da concessionária de energia e as cargas são os eletrodomésticos e os eletroeletrônicos que se conectam na tomada.

Os serviços de instalações elétricas, de um modo geral, podem ser divididas em algumas partes. São elas:

  1. Infraestrutura da instalação elétrica: compõe a infraestrutura física com os eletrodutos, caixa de medidores, bandejas elétricas, suportes e eletrocalhas e qualquer suporte;
  2. Medição e proteção: Essa parte é formada pelos diversos componentes eletrônicos, sejam de conversão elétrica (como o conversor CC) como os de medição e proteção como os disjuntores, fusíveis e relés. Basicamente, eles tem o intuito de proteção das instalações elétricas;
  3. Cabeamento: É a parte responsável pela conexão das fontes a diversos tipos de cargas elétricas, como os equipamentos eletrônicos, motores e etc;
  4. Controle: Controla, como o nome indica, se a carga aciona ou não os equipamentos ligados a rede. São eles os interruptores, os sensores para automatização, sistemas para controle de bomba de piscina e etc.

Tipos de instalações elétricas

Há alguns tipos de instalações elétricas existentes. São elas:

  • Prediais;
  • Residenciais;
  • Comerciais;
  • Industriais;

As instalações prediais e residenciais são compostas quase sempre por interruptores, lâmpadas e tomadas. Quase sempre nesse sistema não se usará um relé.

Já na instalação elétrica industrial é necessário contar com diversos acessórios elétricos de medição, principalmente para se controlar o consumo energético em diversas fases da produção.

Assim, é necessário realizar a aplicação de diversos relés para o controle de processo e proteção das máquinas, a utilização de inversor de frequencia e conversores elétricos.

As instalações comerciais seguem o mesmo padrão de situação da predial e, em alguns casos, utiliza de elementos da instalação industrial

Classificação das instalações elétricas

Existe uma classificação para as instalações elétricas, são elas:

1. Instalação em extra baixa tensão ou tensão reduzida

É uma tensão que vem operar com tensão elétrica nominal menor ou igual a 75V no que é chamado de corrente contínua.

Ele também pode ser enquadrado em sistemas de menor ou igual a 50V em corrente alternada.

2. Instalação em baixa tensão

São as mais usadas, opera com tensão elétrica entre 75V e menor ou igual em 1500V em corrente contínua. Ja na corrente alternada funciona com uma carga superior a 50V e menor/igual a 1000V.

3. Instalação em alta tensão

São as instalações em que a tensão excede todas as de baixa tensão e é vista em indústrias e locais de transmissão.

Equipamentos elétricos

Todos os elementos citados até aqui servem para a formação de um plano elétrico residencial ou então industrial, que será desenhado junto a um engenheiro elétrico.

Essas informações são básicas para o entendimento de como uma instalação elétrica funciona.

Dentro das instalações há alguns equipamentos importantes, como o transformador 110 220 e os inversores de frequência.

Transformadores

Os transformadores são equipamentos que são usados para ou diminuir ou aumentar a tensão e a corrente elétrica de determinado elemento.

São geralmente compostos com dois enrolamentos de fios, sendo um primário e um secundário, que ficam agrupados em um núcleo metálico.

A passagem de uma corrente elétrica alternada no enrolamento primário faz com que ocorra a formação de corrente elétrica alternada no enrolamento secundário.

Há alguns tipos de transformadores como: os de corrente, de potencial, de distribuição e de força, cada um com o intuito de  aumentar ou diminuir a energia elétrica.

Inversores de frequência

Já os inversores de frequência dificilmente alteram a tensão elétrica, mas inverte uma corrente contínua (CC) em corrente alternada (CA), por exemplo. São muito usadas em sistemas de produção de energia solar e outros tipos de equipamentos.

Todos esses elementos são importantíssimos para uma instalação elétrica e, principalmente, para ela ser segura e atender de forma correta todas as necessidades, sejam elas residenciais ou industriais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *